Publicações Relevantes

Bonifazi M, Montero MA, Renzoni EA. Idiopathic pleuroparenchymal fibroelastosis. Curr Pulmonol Rep. 2017; 6: 9-15
Artigo de revisão abrangente e bem escrito, acerca de uma doença fibrótica pulmonar que, ao que parece, não é tão rara quanto inicialmente se imaginava.

(https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC5346597/)

Baldi BG, et al. Diretrizes de Doenças Pulmonares Intersticiais da Sociedade Brasileira de Pneumologia. J Bras Pneumol. 2012; 38 (S2): S1-S133.
Texto amplo e básico sobre as doenças intersticiais de diferentes naturezas.

(http://www.jornaldepneumologia.com.br/PDF/Suple_209_71_completo_SUPL02_JBP_2012_.pdf)

 

Baddini-Martinez J, et al. Atualização no diagnóstico e tratamento da fibrose pulmonar idiopática. J Bras Pneumol. 2015; 41: 545-66.
Artigo de revisão amplo e prático centrado no tratamento da fibrose pulmonar idiopática.

(http://www.scielo.br/pdf/jbpneu/v41n5/pt_1806-3713-jbpneu-41-05-00454.pdf)

Raghu G et al. Comorbidities in idiopathic pulmonary fibrosis patients: a systematic literature review. Eur Respir J. 2015; 46: 1113-30.

Revisão sistemática que aborda as frequências encontradas para diferentes co-morbidades em pacientes com fibrose pulmonar idiopática. Alerta para importância de avaliar os pacientes com FPI de maneira integral.

(http://erj.ersjournals.com/content/erj/46/4/1113.full.pdf)

Raghu G et al. An Official ATS/ERS/JRS/ALAT Clinical Practice Guideline: Treatment of Idiopathic Pulmonary Fibrosis. An Update of the 2011 Clinical Practice Guideline. Am J Respir Crit Care Med. 2015; 192(2):e3-19.

Posição mais atual das sociedades internacionais de pneumologia acerca de recomendações para o tratamento da fibrose pulmonar idiopática.

(http://www.atsjournals.org/doi/abs/10.1164/rccm.201506-1063ST?url_ver=Z39.88-2003&rfr_id=ori:rid:crossref.org&rfr_dat=cr_pub%3dpubmed#readcube-epdf)